Seminário 26.10 Baixa 23 E1383133649537

Mais forte e unido, Sindpd inicia mobilização para campanha salarial 2014

Seminário de pauta é marcado por reivindicações de PLR, VR e Aumento Real para toda a categoria

Garantir o Vale-Refeição (VR) para toda a categoria de TI; obter Aumento Real compatível com o crescimento do setor; e a consolidação da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR), foram os três pilares das reivindicações feitas no Seminário de Pauta realizado nos últimos dias 24, 25 e 26 de outubro. O evento, que reuniu economistas, políticos e outras personalidades no hotel Mercure, zona norte de São Paulo, teve seu ponto alto no sábado, quando diretores do Sindpd e demais dirigentes sindicais, debateram mudanças e melhorias da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do profissional da Tecnologia da Informação.

“Assim como no ano passado, o cenário continua favorável para uma boa negociação”, explica Neto, citando dados da consultoria IDC, que prevê para este ano média de 10% no crescimento do setor de TI, no Brasil. O que, segundo o presidente, “assegura uma margem significativa para as empresas concederem aumento real, PLR e VR para todos os trabalhadores”.

“É preciso lembrar, também, que desde o início deste ano o Sindpd conquistou mais de 900 acordos de PLR firmados entre renovações e primeiras assinaturas. Com isso, o número de associados atingiu a casa dos 48 mil filiados”, lembrou Neto.

O apoio da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Processamento de Dados, Serviços de Informática e Tecnologia da Informação (Feittinf) e da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) também foi destacado pelo presidente. “Esta é a primeira campanha salarial com a Feittinf, CSB e sindicatos filiados. Há algum tempo o Sindpd decidiu fazer o seminário para discutir a pauta de reivindicações, levando para toda a diretoria conteúdo, formas de negociação e informações relevantes para este momento. Sabemos que cada campanha tem um perfil, mas o que não muda é a sacanagem do patronato”.

Outra preocupação citada pelo presidente são os direitos iguais entre trabalhadores que atuam em Estados diferentes. “Um dos meus sonhos é que a Feittinf faça acordos nacionais ou interestaduais ou dentro das próprias empresas para garantir que o funcionário de Joinville tenha os mesmos direitos de funcionários de são Paulo, por exemplo”, disse.

Durante os dois primeiros dias foi possível trazer aos debates diversas questões relacionadas à política, economia e luta sindical. As palestras abordaram temas como direito eletrônico e digital; desafios do mercado de trabalho e movimento sindical; a arte de liderar; dívida pública; interesses econômicos ligados ao aquecimento global; a desnacionalização do setor de tecnologia e seus efeitos para a economia; a manipulação do poder pela imprensa e a terceirização, por meio do polêmico PL 4330. “Os palestrantes que participaram do Seminário foram cuidadosamente selecionados para trazer conteúdo relevante que contribuem com a nossa preparação para a Campanha Salarial 2014″, enfatizou o presidente Antonio Neto.

De acordo com José Gustavo de Oliveira Netto, Secretário-Geral do Sindpd, todos os anos o sindicato está habituado a receber diversas sugestões dos trabalhadores para serem discutidas no Seminário de Pauta, mas esse ano, em particular, o Sindpd recebeu um número de reivindicações consideravelmente maior que dos outros anos, “o que significa que estamos fazendo uma boa campanha de divulgação e trazendo os profissionais da categoria pra dentro do sindicato, aumentando o interesse desses trabalhadores pelo próprio Sindpd”, afirma. Ainda segundo Gustavo, a maioria das reivindicações recai sobre os benefícios, como VR, PLR e outros. “O Sindpd, historicamente, tem conseguido aumento salarial com índice superior à inflação, o que significa que a maioria dos trabalhadores está satisfeita com esses reajustes, o que querem são melhorias nos benefícios”.

Há alguns processos antes de encaminhar as reivindicações ao sindicato patronal. Após o Seminário de Pauta, as alterações e sugestões são organizadas dentro de uma cartilha que é enviada, por e-mail e também por correio, a cada associado para apreciação. Depois, ocorre o lançamento da Campanha Salarial – a SindpdFest. O evento deste ano está marcado para o dia 23 de novembro. Nesta data, o sindicato reitera as questões fundamentais a serem reivindicadas e convida todos os trabalhadores para as assembleias, onde as propostas serão debatidas e aprovadas.

Fonte: Sindpd

Compartilhe!